A nanotecnologia na concepção de estudantes do ensino médio: o desenho como elemento de análise

A nanotecnologia ti iergido como um campo amplo, promissor e com grande impacto na sociedade, o que acaba por requerer a abordagem desta tematica no contexto escolar da Educação Básica. Neste estudo exploramos as concepções que estudantes dos três anos do Ensino Médio de uma escola pública brasileir...

Descripción completa

Detalles Bibliográficos
Autores Principales: Baffa Lourenço, Ariane, Colombo Junior, Pedro Donizete, Guilherme Licio, José, Bovolenta Ovigli, Daniel Fernando
Formato: Artículo (Article)
Lenguaje:Portugués (Portuguese)
Publicado: Universidad Distrital Francisco José de Caldas 2017
Materias:
Acceso en línea:http://hdl.handle.net/11349/19035
Descripción
Sumario:A nanotecnologia ti iergido como um campo amplo, promissor e com grande impacto na sociedade, o que acaba por requerer a abordagem desta tematica no contexto escolar da Educação Básica. Neste estudo exploramos as concepções que estudantes dos três anos do Ensino Médio de uma escola pública brasileira apresentam sobre nanotecnologia, a partir de desenhos sobre a tematica por eles produzidos. Identificamos que a maioria dos alunos relaciona a nanotecnologia a aparelhos eletrônicos e circuitos eletrônicos, uma pequena quantidade apresenta uma relação da nanotecnologia com átomos e moléculas e faz uma relação desta área do conhecimento com escala de tamanho. Além disso, observamos que não há diferença significativa das concepções dos alunos com relação à série do ensino médio que cursa. Resultados desta pesquisa indicam que propiciar momentos de reflexão sobre nanotecnologia no contexto escolar torna-se fundamental para que os estudantes tenham a percepção de seu cotidiano imediato, mesmo aquele que nossa percepção visual não evidencia, e desta forma contribui para inserir conteúdos modernos das Ciências da Natureza em especial, nesta etapa de escolarização. Adicionalmente, a inserção de tópicos relacionados coloca-se como dianda na formação inicial (e também continuada) de professores, uma vez que o processo de ensino e aprendizagem carece da busca por novas metodologias de ensino e formas de verificação da aprendizagem e entendimento dos educandos, e nem sempre os professores estão preparados, como foi apontado pela docente dos alunos que participou desta pesquisa.