Trans-Neoliberalism? A Critical Reading of Colombian LGTBI NGOs and Trans Women's Rights Activism

"Baseado na crítica aos movimentos de ongs como uma forma de domesticar e despolitizar a ação coletiva, este trabalho discute o funcionamento das ong que defendem os direitos da população lgbti e especificamente, das mulheres trans, em três cidades colombianas: Cai, Bogotá e Barranquilla. Utili...

Descripción completa

Detalles Bibliográficos
Autores Principales: Buchely, Lina Fernanda, Salas Herrera, Natalia
Formato: Artículo (Article)
Publicado: Universidad del Rosario 2019
Materias:
ong
Acceso en línea:https://repository.urosario.edu.co/handle/10336/29376
https://doi.org/10.12804/revistas.urosario.edu.co/desafios/a.6640
Descripción
Sumario:"Baseado na crítica aos movimentos de ongs como uma forma de domesticar e despolitizar a ação coletiva, este trabalho discute o funcionamento das ong que defendem os direitos da população lgbti e especificamente, das mulheres trans, em três cidades colombianas: Cai, Bogotá e Barranquilla. Utilizando técnicas etnográficas, as autoras analisam três organizações que defendem os direitos associados à diversidade sexual e se centram em suas interações com a população trans. Os resultados levam às autoras a argumentar que as organizações desapontam seus objetivos operativos pelo menos de três maneiras: (i) centram-se na mobilização legal, que promove mudançassimbólicas e não materiais, como sua principal estratégia; (ii) reforçam osestereótipos polêmicos de gênero que terminam afetando à população que defendem; e (iii) mantêm relações de instrumentalização, cooptação e complementariedade com as pessoas que dizem representar."