Avaliação Neuropsicológica Breve de Adultos pós-Acidente Vascular Cerebral em Hemisfério Esquerdo

A avaliação neuropsicológica busca identificar funções cognitivas deficitárias e preservadas para auxiliar no diagnóstico, no prognóstico e na reabilitação do paciente. No Brasil, o AVC é uma das principais causas de internações e a primeira causa de mortalidade e incapacitação. O AVC em hemisfério...

Descripción completa

Detalles Bibliográficos
Autores Principales: Pawlowski, Josiane, Rodrigues, Jaqueline de Carvalho, Martins, Sheila Cristina Ouriques, Brondani, Rosane, Chaves, Márcia, Fonseca, Rochele Paz, Bandeira, Denise Ruschel
Otros Autores: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Formato: Artículo (Article)
Lenguaje:Español (Spanish)
Publicado: Universidad del Rosario 2013
Materias:
Acceso en línea:https://revistas.urosario.edu.co/index.php/apl/article/view/1793
http://repository.urosario.edu.co/handle/10336/15928
Descripción
Sumario:A avaliação neuropsicológica busca identificar funções cognitivas deficitárias e preservadas para auxiliar no diagnóstico, no prognóstico e na reabilitação do paciente. No Brasil, o AVC é uma das principais causas de internações e a primeira causa de mortalidade e incapacitação. O AVC em hemisfério esquerdo (HE) está associado a diferentes graus de prejuízo de linguagem e a outros prejuízos cognitivos, por exemplo, na memória. Objetivou-se comparar o desempenho em tarefas neuropsicológicas breves de pacientes pós-AVC de HE, na ausência de quadro afásico moderado ou grave, com controles saudáveis. Uma lista de 135 pacientes foi selecionada com base em critérios de inclusão. Participaram do estudo 15 pacientes com lesão vascular esquerda, emparelhados por sexo, idade e escolaridade a 30 adultos neurologicamente saudáveis. Os dados resultantes da aplicação do Instrumento de Avaliação Neuropsicológica Breve NEUPSILIN foram analisados com o Teste não paramétrico U de Mann-Withney. Os adultos com AVC de HE apresentaram redução significativa no desempenho quando comparados a controles saudáveis em linguagem, memória de trabalho e praxia ideomotora, resultados também encontrados em outros estudos com pacientes com lesão vascular no HE.