A diabetes mellitus causa deterioro cognitivo em idosos? Um estudo de revisão

A Diabetes Mellitus (DM) refere-se a uma síndrome metabólica, com prejuízos físicos, sociais e psicológicos naqueles que a possuem. A doença tem um forte componente genético, e é subdividida em Diabetes Mellitus Tipo 1 (DM1), e Diabetes Mellitus Tipo 2 (DM2). A DM2 está associada a déficits funciona...

Descripción completa

Detalles Bibliográficos
Autores Principales: Lopez, Regina Maria Fernandes, Nascimento, Roberta Fernandes Lopes do, Wendt, Guilherme Welter, Argimon, Irani
Formato: Artículo (Article)
Lenguaje:Español (Spanish)
Publicado: Universidad del Rosario 2013
Materias:
Acceso en línea:https://revistas.urosario.edu.co/index.php/apl/article/view/2345
http://repository.urosario.edu.co/handle/10336/15754
id ir-10336-15754
recordtype dspace
institution EdocUR - Universidad del Rosario
collection DSpace
language Español (Spanish)
topic Diabetes Tipo 2; idosos; deterioro cognitivo; flexibilidade cognitiva; funções executivas;
diabetes tipo 2; ancianos; deterioro cognoscitivo; flexibilidad cognoscitiva; funciones ejecutivas;
Type 2 diabetes; elderly; cognitive deficit; cognitive flexibility; executive functions Resumen
spellingShingle Diabetes Tipo 2; idosos; deterioro cognitivo; flexibilidade cognitiva; funções executivas;
diabetes tipo 2; ancianos; deterioro cognoscitivo; flexibilidad cognoscitiva; funciones ejecutivas;
Type 2 diabetes; elderly; cognitive deficit; cognitive flexibility; executive functions Resumen
Lopez, Regina Maria Fernandes
Nascimento, Roberta Fernandes Lopes do
Wendt, Guilherme Welter
Argimon, Irani
A diabetes mellitus causa deterioro cognitivo em idosos? Um estudo de revisão
description A Diabetes Mellitus (DM) refere-se a uma síndrome metabólica, com prejuízos físicos, sociais e psicológicos naqueles que a possuem. A doença tem um forte componente genético, e é subdividida em Diabetes Mellitus Tipo 1 (DM1), e Diabetes Mellitus Tipo 2 (DM2). A DM2 está associada a déficits funcionais e também cognitivos. Pesquisas revelam que as funções executivas dos idosos com DM encontram-se mais prejudicadas do que naqueles sem DM. Com o objetivo de aprofundar esta temática, esse estudo realiza uma revisão sistemática da literatura, através de publicações indexadas nos últimos oito anos, que abordam a relação entre DM2 e aspectos do deterioro cognitivo em idosos (flexibilidade cognitiva, flexibilidade mental e do pensamento e funções executivas). Nos estudos revisados, a maioria mostrou um grau de comprometimento relacionado com as funções cognitivas: flexibilidade do pensamento, atenção, memória de trabalho, sugerindo, inclusive, que a DM2 acelera o processo de deterioro, aumentando a possibilidade de desenvolvimento de demência. A prevalência de depressão é mais elevada em idosos com DM2, com comprometimento em muitas funções, além de outras complicações físicas identificadas. Os achados apontam para funcionamento cognitivo prejudicado em idosos com DM2, o que enfatiza a necessidade de desenvolvimento de programas de prevenção e intervenção.
format Artículo (Article)
author Lopez, Regina Maria Fernandes
Nascimento, Roberta Fernandes Lopes do
Wendt, Guilherme Welter
Argimon, Irani
author_facet Lopez, Regina Maria Fernandes
Nascimento, Roberta Fernandes Lopes do
Wendt, Guilherme Welter
Argimon, Irani
author_sort Lopez, Regina Maria Fernandes
title A diabetes mellitus causa deterioro cognitivo em idosos? Um estudo de revisão
title_short A diabetes mellitus causa deterioro cognitivo em idosos? Um estudo de revisão
title_full A diabetes mellitus causa deterioro cognitivo em idosos? Um estudo de revisão
title_fullStr A diabetes mellitus causa deterioro cognitivo em idosos? Um estudo de revisão
title_full_unstemmed A diabetes mellitus causa deterioro cognitivo em idosos? Um estudo de revisão
title_sort diabetes mellitus causa deterioro cognitivo em idosos? um estudo de revisão
publisher Universidad del Rosario
publishDate 2013
url https://revistas.urosario.edu.co/index.php/apl/article/view/2345
http://repository.urosario.edu.co/handle/10336/15754
_version_ 1645140812238946304
spelling ir-10336-157542019-09-19T12:37:54Z A diabetes mellitus causa deterioro cognitivo em idosos? Um estudo de revisão ¿La diabetes mellitus causa deterioro cognitivo en la vejez? Un estudio de revisión Is diabetes mellitus associated with poor cognitive performance in the elderly? A revision study Lopez, Regina Maria Fernandes Nascimento, Roberta Fernandes Lopes do Wendt, Guilherme Welter Argimon, Irani Diabetes Tipo 2; idosos; deterioro cognitivo; flexibilidade cognitiva; funções executivas; diabetes tipo 2; ancianos; deterioro cognoscitivo; flexibilidad cognoscitiva; funciones ejecutivas; Type 2 diabetes; elderly; cognitive deficit; cognitive flexibility; executive functions Resumen A Diabetes Mellitus (DM) refere-se a uma síndrome metabólica, com prejuízos físicos, sociais e psicológicos naqueles que a possuem. A doença tem um forte componente genético, e é subdividida em Diabetes Mellitus Tipo 1 (DM1), e Diabetes Mellitus Tipo 2 (DM2). A DM2 está associada a déficits funcionais e também cognitivos. Pesquisas revelam que as funções executivas dos idosos com DM encontram-se mais prejudicadas do que naqueles sem DM. Com o objetivo de aprofundar esta temática, esse estudo realiza uma revisão sistemática da literatura, através de publicações indexadas nos últimos oito anos, que abordam a relação entre DM2 e aspectos do deterioro cognitivo em idosos (flexibilidade cognitiva, flexibilidade mental e do pensamento e funções executivas). Nos estudos revisados, a maioria mostrou um grau de comprometimento relacionado com as funções cognitivas: flexibilidade do pensamento, atenção, memória de trabalho, sugerindo, inclusive, que a DM2 acelera o processo de deterioro, aumentando a possibilidade de desenvolvimento de demência. A prevalência de depressão é mais elevada em idosos com DM2, com comprometimento em muitas funções, além de outras complicações físicas identificadas. Os achados apontam para funcionamento cognitivo prejudicado em idosos com DM2, o que enfatiza a necessidade de desenvolvimento de programas de prevenção e intervenção. La diabetes mellitus (DM) se refiere a un síndromemetabólico que conlleva cambios físicos, sociales ypsicológicos en quienes lo padecen. La enfermedadposee un fuerte componente genético y se subdive entipos 1 (DM1) y 2 (DM2). La DM2 está asociada adéficits funcionales y cognoscitivos. Las investigacionesrevelan que las funciones ejecutivas de los adultosmayores con DM se encuentran más perjudicadas encomparación con adultos mayores que no padecen estaenfermedad. Con el objetivo de profundizar este tema,este estudio realiza una revisión sistemática de la literatura,a través de publicaciones indexadas en los últimosocho años que abordan la relación entre DM2 y aspectosdel deterioro cognoscitivo en ancianos (flexibilidadcognoscitiva, flexibilidad mental y del pensamiento enfunciones ejecutivas). En los estudios revisados, la mayoríamostró un grado de compromiso relacionado conlas funciones ejecutivas: flexibilidad del pensamiento,atención o memoria de trabajo, sugiriendo incluso quela DM2 acelera el proceso de deterioro, aumentando laposibilidad de desarrollo de la demencia. La prevalenciade depresión es más elevada en ancianos con DM2, conel compromiso de múltiples funciones y otras complicacionesfísicas identificadas. Los hallazgos muestran unfuncionamiento cognoscitivo perjudicado en ancianoscon DM2 lo que enfatiza la necesidad del desarrollo deprogramas de prevención e intervención. Diabetes Mellitus (DM) refers to a metabolic syndrome, with physical, social and psychological damages for those who had it. The disease has a strong genetic component and is subdivided into Diabetes Mellitus Type 1 (DM1) and Diabetes Mellitus Type 2 (DM2). The DM2 is associated with cognitive deficits and also with functional deficits. Previous research showed that the executive functions in elderly with DM are more impaired than those without this disease. For this reason, this study aimed to conduct a systematic literature review of indexed publications in the last eight years that addressed the relationships between DM2 and poor cognitive function in the elderly (cognitive flexibility, mental flexibility, deterioration and executive functions). The studies reviewed showed a degree of impairment related to cognitive functions, mainly in thought flexibility, attention, working memory, suggesting that DM2 accelerates the cognitive deterioration, increasing the chances to develop dementia. The prevalence of depression is higher in elderly patients with DM2, affecting many functions and occur also in addition to other physical complications. These findings indicate impaired cognitive functioning in elderly patients with DM2, which emphasizes the urgency to develop prevention and intervention programs 2013-02-04 2018-03-07T14:20:30Z info:eu-repo/semantics/article info:eu-repo/semantics/publishedVersion https://revistas.urosario.edu.co/index.php/apl/article/view/2345 http://repository.urosario.edu.co/handle/10336/15754 spa Copyright (c) 2014 Avances en Psicología Latinoamericana http://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 info:eu-repo/semantics/openAccess application/pdf Universidad del Rosario Avances en Psicología Latinoamericana; Vol. 31, Núm. 1 (2013): Interacción Neurociencia-Psicología: Algunos ejemplos en Latinoamérica; 131-139 Avances en Psicología Latinoamericana; Vol. 31, Núm. 1 (2013): Interacción Neurociencia-Psicología: Algunos ejemplos en Latinoamérica; 131-139 2145-4515 1794-4724
score 10,783847